quarta-feira, 29 de março de 2017

Guilty pleasures #1


Se um blogue sobre cenas geek e outros desabafos parvos serve para alguma coisa, que seja para confessar guilty pleasures. Aqui está o meu vício mais recente: a série Jane Virgin. Numa noite em que precisava mesmo de distrair a cabeça de um rodopio de pensamentos, antes de começar a balouçar nervosamente como um autista, liguei a netflix em busca de apoio. Sábio foi o momento em que fiz play ao primeiro episódio desta série, da qual já tinha ouvido falar vagamente - fiquei completamente viciada. Com um enredo meio telenovela meio Ryan Murphy wannabe (o criador de séries tão aditivas como Glee, Nip Tuck e American Horror Story), Jane Virgin é a melhor série para rir até adormecer e deixar os dramas de lado, quarenta minutos de cada vez. Jane é uma jovem trabalhadora-estudante que sonha em ser escritora mas estuda para ser professora, filha de uma mãe solteira que ainda não desistiu de ser a nova Paulina Rubio e que, por sua vez, ainda vive com a sua mãe, uma emigrante venezuelana super-católica e super-fã de telenovelas mexicanas. Por causa do descuido da mãe, que lhe poderá ter custado a carreira artística, a avó fez com que Jane prometesse que seria virgem até ao casamento - e ela está empenhada em manter essa promessa. Com um relacionamento de dois anos, santo é o namorado da rapariga, que aceitou manter um namoro puro e casto até se decidirem a casar. Está tudo muito bem até Jane se deitar na marquesa de uma ginecologista distraída que, em vez de um papanicolau, a insemina com a única dávida de esperma de um homem que teve um cancro e por quem, em tempos, Jane teve um fraquinho. Já para não dizer que o esperma tinha sido roubado pela mulher do ex-doente oncológico, de maneira a segurar o marido... E que a médica distraída é apenas a irmã do dador... É uma premissa ridícula? Talvez, mas os episódios são tão bem escritos que a série já ganhou um globo de ouro e vai em quatro temporadas.
O primeiro guilty pleasure assumido de uma lista que se anuncia longa... ;)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comments system